domingo, 30 de dezembro de 2007

Meu encontro com os Campeões

Ontem pela manhã, eu estava aqui na casa da minha mãe, em Santo André, região conhecida em todo Brasil como ABC Paulista, quando meu irmão chegou do Parque que fica a uma quadra daqui dizendo que o casal de campeões Marilson e Juliana Gomes dos Santos estavam treinando ali. Eles moram aqui em Santo André, ele é natural de Brasília e ela de Cubatão. Os dois têm títulos importantes em suas carreiras, ele já venceu duas São Silvestres é medalhista em Pan-Americanos e em 2006 foi o primeiro Sul Americano a vencer a Maratona de Nova Iorque, ela foi medalha de ouro nos 1.500 metros no último Pan-Americano, entre outros títulos, como o Sul Americano da mesma distância. Eu já havia visto os dois em outro Parque da cidade, sempre muito simpáticos, mas nunca tinha tido a oportunidade de conversar com os dois, pois, sempre os via correndo e eu ficava sem jeito de interromper o treino deles, ficava só no cumprimento rápido, no aceno. Neste sábado foi diferente porque meu irmão me disse que eles estavam terminando o treino e então senti que era a chance de entregar a ele um acróstico que fiz em 06/11/2006, um dia após a sua grande conquista em Nova Iorque, corri até computador e imprimi uma cópia. Saímos eu e minha mulher à procura dos dois no parque. Andamos, andamos, olhamos pra lá e pra cá e nada. Perguntamos a uma funcionária do parque e ela nos disse que não os havia visto.
Quando estávamos quase desistindo, eu os vi correndo do lado de fora do parque, então, fomos ao encontro deles. Se não estivesse com a minha mulher, novamente, ficaria só no aceno e no cumprimento rápido pois eles estavam correndo, é verdade que lentamente, eu acho que eles estavam só desacelerando para terminar o treino mas fiquei constrangido em interromper a corrida deles. Minha mulher é mais espontânea e desinibida e tomou a iniciativa de falar com eles, ela disse que queríamos entregar a ele o meu acróstico.
Demonstrando toda simpatia, simplicidade e humildade os dois interromperam a corrida, a gente conversou rápido sobre São Silvestre, ele me disse que não irá participar este ano pois está se recuperando de uma lesão, sobre Olímpiadas, os dois vão tentar a vaga para Pequim/2008, ele na maratona e ela nos 800 e 1500 metros. São dois grandes campeões que sempre estão em destaque na mídia, mas não perderam a simplicidade e humildade, parabéns aos dois! e vamos torcer ano que vem para os dois conseguirem uma medalha olímpica.
ps.: Este foi o acróstico que fiz em homenagem à vitória de Marilson na Maratona de Nova Iorque/2006:

Maratona de Nova Iorque... maior a cada ano...
Atletas enfrentando a distância, o cansaço e a dor
Raramente o vencedor não é do continente africano
Inteligência, estratégia, garra de um vencedor...
Latino-americano... brasileiro... o primeiro!
Sua competência é pra se admirar, sua humildade é pra se copiar
Ontem venceu, foi, da América do Sul, o pioneiro!
Nação campeã promove todos os esportes pra vida de muitos melhorar

Ps.: Se houvesse mais incentivo aos esportes no Brasil, sem dúvida teríamos mais "Marílsons", "Gugas", "Sheids" não teríamos que esperar aparecer esses fenômenos do esporte que "acontecem" a cada 100 anos...


terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Flávia, 20 anos completados em 17/12/2007, metade dos quais em coma

Dia de sol, duas crianças, dois irmãos vão até a piscina do prédio onde moravam, piscina rasa... Acontece um acidente com o ralo da piscina... A Rosamaria contou essa história muito bem em seu blog, acessem o link e leiam, uma história impressionante que narra a irresponsabilidade dos condomínios, das empresas responsáveis pela manutenção das piscinas e por último o descaso da justiça brasileira...

http://rosacc60.blogspot.com/2007/12/flvia-vivendo-em-coma_16.html

sábado, 8 de dezembro de 2007

Nssoo Crbéero

Cruicla plea net um txeto tdoo bganuaçdo dziedno que, de aorcdo com uma peqsiusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as Lteras de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia Lteras etejasm no lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma bçguana ttaol, que vcoê anida pdoe ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não lmeos cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo.
Sreá que isso fnuoicna com qauqleur plvaara? Gsoatria de sbaer se vcoê etnneedu tduo que eu ecservi sem dficiluadde. Prcaee que nsoso cbéerro faz cioass ivnceríis msemo!

sábado, 24 de novembro de 2007

Ninguém Merece

Comer algo que não lhe apetece...
Ninguém merece
Ter um cobertor que não lhe aquece...
Ninguém merece
Saber que é inevitável que se envelhece...
Ninguém merece
...E então ter um membro que só depois de morto enrijece...
Ninguém merece
Ter político que, em quatro anos, enriquece...
Ninguém merece
Ter um povo, que nas eleições, de tudo esquece...
Ninguém merece
Gastar milhões em um foguete que sobe mas não desce...
Ninguém merece
...Enquanto uma legião de famintos, sem comida, permanece...
Ninguém merece!!!

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Nós gostamos

Nós gostamos do som da clarineta, do sax e da trombeta
Gostamos da orquídea, da rosa e da violeta
Gostamos de ver o tempo escorrendo na ampulheta
Gostamos de Jorge Amado e da sua personagem Tieta
Gostamos da história de Romeu e Julieta
Gostamos das rimas e de todas as suas facetas...

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

O Velho e o Tempo

...e sentou-se à sombra daquela árvore soboreando as frutas caídas na grama macia.
Deitou-se... lembrou de tudo que vivera até aquele momento.
Lembrou-se da vida sacrificada, do trabalho duro de sol a sol no campo...
Lembrou-se dos seus amores... do grande amor de sua vida que já havia partido então... dos momentos felizes vividos juntos, mesmo perante às dificuldades... de como era mágico quando faziam amor... da primeira vez... dois jovens apaixonados ansiavam descobrirem-se, dois corpos nus... tão quente e rápida como uma explosão.
Lembrou-se das brincadeiras de criança, de como tentava imitar seu pai...
Lembrou-se de sua amada ainda criança, não sabia ainda a importância que ela teria em sua vida... cada qual crescia com seus próprios sonhos.
Lembrou-se dos dias em que se sentava à sombra daquela mesma árvore e soboreava com o mesmo prazer aquelas frutas. Eram necessárias as duas mãos para segurá-las...
Não lembrava nada além disso... mas sentiu-se nos braços de alguém... e sentiu a água escorrendo em sua cabeça...
Então lágrimas desceram em seu rosto, desceram guiadas pelos sulcos que o tempo, impiedoso, construiu ao longo de sua vida... até encontrar dois sulcos ainda maiores e mais profundos... formados anos a fio... toda vez que ele sorria.
Partiu, então... com a mesma inocência da chegada.

Inspirado no vídeo clip da música “Return to Innocence” – Enigma, acesse o link e assista:
http://www.youtube.com/watch?v=soIVFch-G3E

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Relógio

Andar pra frente, andar a pé...
Exceto a ré, lógico movimento...
Os relógios só marcam o tempo?
Escravizam ou padronizam a todo momento
Giram os ponteiros como rodas de vento
Giram num giro que não tem fim
Quantos giros ainda dará para você ou para mim?
É lógico o tempo do relógio biológico
Numa loja de relógios, logicamente, ninguém sabe ao certo...
Qual daquelas é a hora certa.

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

PAZ NA TERRA...

Todo dia nós oramos e pedimos...

“Pai nosso que estais no céu... Venha a nós o Vosso reino...”

...E a Bíblia nos diz:

Salmo 97/98

1. Cantai ao Senhor um cântico novo, porque ele operou maravilhas. Sua mão e seu santo braço lhe deram a vitória. 2. O Senhor fez conhecer a sua salvação. Manifestou sua justiça à face dos povos. 3. Lembrou-se de sua bondade e de sua fidelidade em favor da casa de Israel. Os confins da terra puderam ver a salvação de nosso Deus. 4. Aclamai o Senhor, povos todos da terra; regozijai-vos, alegrai-vos e cantai. 5. Cantai louvores ao Senhor com a cítara, ao som do saltério e com a lira. 6. Com a tuba e a trombeta elevai aclamações na presença do Senhor rei. 7. Estruja o mar e tudo o que contém, o globo inteiro e os que nele habitam. 8. Que os rios aplaudam, que as montanhas exultem em brados de alegria 9. diante do Senhor que chega, porque ele vem para julgar e governar a terra. Ele julgará e governará a terra com justiça, e os povos com eqüidade.


Cítara –instrumento de cordas, forma aperfeiçoada da lira
Lira – instrumento de cordas em forma de U
Saltério – instrumento de cordas
Estrugir – fazer estremecer com estrondo

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Rascunho

Esbocei um texto de próprio punho
Fiz um rascunho dos meus planos
Anos a fio perseguindo sonhos....
Somos tragados pela correria do dia-a-dia
Esquecemos de ouvir nosso silêncio interior
O que vale a pena?
Como alcançar o ponto de equilíbrio?
Nossa vida é um grande rascunho...
Às vezes precisamos arrumar tempo para passar tudo à limpo.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Blogagem Coletiva


Proposta de Lino Resende http://www.linoresende.com.br/blog/paz-na-terra/

No dia 01/11/2007 Dia Mundial da Paz, todos nós façamos um post enfocando a assunto e destacando a importância da paz para o mundo.

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Sem Palavras!

Cem palavras não descreveriam...
Concerto com certa sinfonia...
Conserta sim, a trama da minh'alma
Calma... batidas que não causam trauma
Sopros... atritos, labirintos fazem o ar vibrar em sons
Cordas nos amarram bem esticadas...
Sem darem nó, só por dó... lá no sol, ré, mi do violino...
Franzino... irmãozinho do violoncelo...

sábado, 6 de outubro de 2007

RECEIO

Receio que o recreio um dia acabará...
Tenho medo do que cedo ou tarde acontecerá
Será que a eternidade é verdade?
Será que a luz que brilha hoje, com o Seu retorno, novamente brilhará?

sábado, 22 de setembro de 2007

Imagens Banalizadas - Texto de Ruiz de Souza Oviedo

"A tecnologia proporciona verdadeiros milagres, mas também produz alguma banalização. Nunca se tirou tanta fotografia instantânea como hoje: em todo lugar há gente promovendo a permanência de um instante, que imediatamente se ilumina na tela minúscula de uma câmera digital ou de um telefone celular. Impossível não lembrar as fotos antigas, quando o fotógrafo, investido de alguma solenidade, pedia aos fotografados que se preparassem, que posassem, e de repente acionava o botão, e triunfava: -Pronto! E era esperar algum tempo para que a foto fosse revelada e encaminhada ao álbum da família. Na pressa de hoje, os "cliques" das maquininhas eletrônicas disparam como metralhadoras, as pessoas mal têm tempo para ver as fotos e logo, enfadadas, apagam-nas. As eventualmente selecionadas costumam ir parar nos arquivos de um computador. Mais cedo ou mais tarde, serão igualmente apagados. De fato, o tempo está passando cada vez mais rápido."

Eu gostaria de pegar uma carona aqui no texto do Ruiz e dizer que, hoje em dia, além das fotografias há muito mais banalizado. Ruy Castro, em um artigo publicado na Folha de São Paulo, disse, entre outras coisas, que a maioria das pessoas fala ao celular não porque tem algo importante pra falar mas apenas porque ele está à mão. O que dizer dos e-mails que chegam às dezenas e centenas à sua caixa de mensagens diariamente? e o que você acha de uma pessoa que tem 500 amigos... no Orkut? Isso pra não falar de questões mais sérias como a família e o casamento...

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

BLOGAGEM COLETIVA





Irmãos brasileiros! Pentacampeões!, Apesar da derrota, caros compatriotas!
Nosso País está em festa!!! Celebremos a cada quatro anos como idiotas
Descaso pela educação...Nossas crianças sem escola pedindo esmola
Enquanto se prioriza, para poucos, o 3.º grau se esquece do fundamental
Pra depois pensar em cotas, migalhas vexatórias e discriminatórias
Epidemia nas planícies e nos planaltos! ...doença da podridão...corrupção
Nosso Congresso contaminado, cuecas com fundos roubados, sanguessugas, mensalão
Dinheiro suado do povo nas mãos sujas dessa corja de ladrões, assassinos, genocidas
Exterminam nossa esperança, e nas intermináveis filas, diariamente, milhares de vidas
Nosso País precisa aprender a ser Nação, a terra de todos os povos virou terra de ninguém
Chega de impunidade, falta de responsabilidade, de compromisso com o cidadão
Inércia do povo tem de terminar não só na Copa ou Carnaval, no resto do ano também
Achar dinheiro e devolver ao seu dono não é regra, virou exceção! Dá até destaque na televisão!!!

terça-feira, 4 de setembro de 2007

O ÁS NO VOLANTE!

Existem ases no volante em todas as classes sociais, este é apenas um exemplo...

Aylson Piquê Sena da Silva, filho de um fanático torcedor da Fórmula 1, nasceu como todos nós: quase careca, pelado e, principalmente, inocente...
A vida não lhe deu bons exemplos, o trânsito caótico da grande cidade... Tornou-se, então, um motorista, eu não diria típico, mas, não raro.
Transformava-se, à bordo de seu "poçante" (haja óleo) no "ás no volante", irritava-se com tudo e com todos.
Acreditava que todos saíam às ruas para "atrapalhá-lo". A buzina era o acessório mais utilizado, aliás, dirigia só com uma das mãos, a outra estava sempre descansando sobre ela.
Tinha um tempo de reação comparável ao de grandes atletas no "tiro de largada", na mudança do sinal vermelho para o verde, a pressão na dita cuja era quase instantânea.
Não dava passagem a ninguém e xingava quem não lhe desse passagem. Não admitia ser ultrapassado! acelerava e fechava seu "oponente".
Um dia, retornando de suas merecidas férias estava sossegado, ouvia sua música no último volume e seguia rumo ao escritório. Um carro que vinha logo atrás deu um toque de buzina, visto que, o folgado estava devagar e na faixa da esquerda, Aylson apenas ignorou...
Então aquele motorista decidiu ultrapassá-lo pela direita mesmo, imediatamente o ás no volante acelerou e fechou o coitado que surpreendido pelo ato insano não conseguiu frear...
Conclusão: discussão e, se não fosse a "turma do deixa disso" seria agressão... Chegou então o ás atrasado no primeiro dia de trabalho após suas férias.
Entrou na sala de seu supervisor para justificar seu atraso e encontrou seu colega de sala.
O que você está fazendo aqui? O Carlos não chegou ainda?
O Carlos foi demitido semana passada, o novo supervisor ligou pra mim da rua avisando que vai chegar um pouco atrasado, ele pediu para eu ficar um pouco aqui até ele chegar.
O que aconteceu com ele?
Ele se envolveu num pequeno acidente aí com um idiota e teve de levar seu carro na oficina...

terça-feira, 28 de agosto de 2007

IMAGEM

Antigamente, a imagem que eu tinha de mim mesmo era como a imagem de um espelho, parecia perfeita, porém, era totalmente invertida.
Preocupava-me muito em ser o que "eu pensava" ser a vontade dos outros, não queria desagradar ninguém e sempre acabava me desagradando...
Hoje vivo segundo as minhas verdades sem subserviência, mas também e, principalmente, sem soberba, que é muito pior que a primeira.
Neste mundo consumista em que vivemos, muitos preocupam-se demasiadamente com sua imagem perante os outros, "ter" significa mais do que "ser", as crianças estão aprendendo desde muito cedo a serem consumistas também. Muitos pais por comodismo não impõem limites aos seus filhos, nunca dizem não, compram tudo que eles pedem pensando que com isso vão comprar também o amor deles. A culpa de "não ter tempo" para os filhos se transforma em todos esses "sim"... Depois, ouvimos no noticiário que uma jovem rica que tinha de tudo, do bom e do melhor, planeja e ajuda a executar a morte dos próprios pais...

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

...

... Se é a Tua vontade fico resignado...
Por que pensas que é Minha vontade separar entes queridos? Pensas que é Minha vontade também que centenas de vidas sejam ceifadas, diariamente, em acidentes? Pensas que é Minha vontade que crianças morram de fome e doenças?
Então por que...? Se Tens o poder sobre tudo e sobre todos?
Nem o mais sábio entre os sábios entenderá Meus desígnios... Neste momento Eu não quero interferir no curso natural da vida. Este tempo em que vives é invenção dos homens, para Mim não existe tempo, e, em breve, confie em Mim, não existirá também para todos que acreditam...

sábado, 11 de agosto de 2007

Meu Pai

Meu pai era, essencialmente, uma pessoa simples, humilde. Filho mais novo em uma família tradicional japonesa cuja educação era muito rígida, onde o homem primogênito tinha suas regalias, a "preferência" do pai. Foi mais ou menos essa educação que ele trouxe para a sua família, pois era a única que conhecia, que fora passada por seus pais, porém, no decorrer de sua vida ele soube mudar, ele se tornou menos rígido, mostrou-se até mesmo brincalhão com todos à sua volta era muito querido por todos que o conheciam. Quando eu saí de casa há 8 anos a minha relação com ele, por mais paradoxal que possa parecer, se tornou mais próxima, só aí, então tive a oportunidade de abraçá-lo mais, de beijá-lo mais, sempre que eu vinha à sua casa sentia nele grande alegria em me receber. A minha mulher foi a grande responsável por essa aproximação maior entre nós, aliás ele a tinha como filha, ficava até emocionado ao contar para a minha irmã mais velha como era tratado pela nora. Ele nos deixou neste 30/07/2007.

Meu coração ainda está apertado com sua falta
Estou tentando aceitar a sua partida
Um dia, eu sei, seremos uma família ainda mais unida

Peço perdão por algumas falhas ou omissões
Amo você, e isso pude demonstrar-lhe com muitas ações
Imagino que esteja bem, pois, era muito feliz aqui entre nós

terça-feira, 17 de julho de 2007

Brincando Com Palavras

Meu próximo livro de cabeceira

Queridos amigos, estou aqui numa lan house, nas minhas férias, reservando um tempinho para visitá-los e também para felicitar nossa querida amiga Márcia Clarinha pelo lançamento de seu livro. Tenho certeza de que, assim como toca os corações de todos que a encontram nesta blogosfera, também emocionará aqueles que tiverem a felicidade de ler seu livro. Parabéns Márcia!

quinta-feira, 12 de julho de 2007

Sexta-Feira 13

"O número 13, símbolo de desgraça, já que 13 eram os convivas da última ceia de Cristo, e dentre eles, Jesus que morreu na sexta-feira foi, conseqüentemente, ligada ao horror que o número 13 provocava nas gerações cristãs. Por isso, muitas pessoas evitam viajar em sexta-feira 13; a numeração dos camarotes de teatro omite, por vezes, o 13; em alguns hotéis não há o quarto de número 13 - este é substituído pelo 12-a. Muitos prédios pulam do 12º para o 14º andar temendo que o 13º traga azar. Há pessoas que pensam que participar de um jantar com 13 pessoas traz má sorte porque uma delas morrerá no período de um ano. A sexta-feira 13 é considerada como um dia de azar, e toma-se muito cuidado quanto às atividades planejadas para este dia." http://www.quediaehoje.net/destaque/destaque_sexta13.asp

Eu acho uma besteira essa superstição, por exemplo, pra mim, é muito pior a quarta-feira 11 e a quinta-feira 12, agora, o sábado 14 e o domingo 15...

terça-feira, 10 de julho de 2007

Qual é o seu maior defeito?

Resposta padrão:

"Pergunta difícil de responder... Eu acho que eu sou muito... (qualidade)... e isso acaba me prejudicando..."
Por que as pessoas têm tanto medo de admitir que têm defeitos? Na frase acima é comum ouvir as respostas do tipo, "eu sou muito organizado e isso me faz brigar com as pessoas... ou eu sou muito ingênuo e as pessoas se aproveitam de mim... ou seja, é difícil, para nós, admitirmos que, às vezes, somos tudo aquilo que o nosso inconsciente nos diz que não devemos ser. É quase impossível ouvir respostas do tipo: Às vezes eu sou meio egoísta, penso só em mim... ou às vezes sou invejoso, fico querendo o que não me pertence... ou às vezes sou avarento não dou nem uma moedinha pro mendigo...
É muito difícil admitir que somos seres que têm qualidades, que devem ser cultivadas, mas também temos defeitos que devem ser minimizados... Eu penso que o pior defeito que alguém pode ter é achar que não tem defeitos... Um dia um grande Homem disse: "Aquele que nunca pecou que atire a primeira pedra..."
Rotular as pessoas como nos filmes de "O Mocinho" e "O Bandido" é totalmente errado.

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Sonho ou Realidade?

Pensava que sonhava acordado...
Em meu sonho, eu dormia profundamente
De repente, estava em casa fazendo amor...
Da mulher que gemia eu não via o rosto
Acordei assustado... suado no momento do gozo...
Abri os olhos...
Minha mulher também gozava em cima de mim...
PRIIIIMMM!!! Maldito despertador! tinha de tocar logo agora!
Só então eu finalmente acordara! Sonhei que sonhava!?...

segunda-feira, 2 de julho de 2007

Solidão

A solidão deveria ser só o início e o fim...
Por que neste pequeno intervalo, muitos vivem tão sós? Solidão à dois, solidão em meio à multidão... nas grandes cidades, nos lares.
O que nos falta para vivermos em harmonia com aqueles que estão à nossa volta?
É paradoxal, quanto mais procuramos companhia, menos encontramos, mais nossa vida se torna vazia...
Tem muito a ver com a nossa relação conosco, ou seja, é preciso, antes de procurar alguém, se achar primeiro... estar bem consigo, se gostar bastante, aí então achar seu par fica mais fácil.

quinta-feira, 28 de junho de 2007

O Mercado de Trabalho - Texto de Max Gheringer

Postar textos recebidos via e-mail é meio arriscado, do jeito que as coisas circulam pela internet, é possível que vocês já tenham lido este, porém, decidi correr este risco porque é um texto muito interessante.
Esta é uma transcrição da participação matinal de Max Gheringer na Rádio CBN:

"Existem muitos gurus que sabem dar respostas criativas às grandes questões sobre o mercado de trabalho. Aqui vai um resumo da entrevista com o famoso Reynold Remhn:

Pergunto: Ainda é possível ser feliz num mundo tão competitivo?

Resposta: Quanto mais conhecimento conseguimos acumular, mais entendemos que ainda falta muito para aprendermos. É por isso que sofremos.
A felicidade só existe para quem souber aproveitar agora os frutos do seu trabalho.

Segunda pergunta: O profissional do futuro será um individualista?

Resposta: Pelo contrário. O azar será de quem ficar sozinho, porque se cair, não terá ninguém para ajudá-lo a levantar-se.

Terceira pergunta: Que conselho o Sr. dá aos jovens que estão entrando no mercado de trabalho?

Resposta: É melhor ser criticado pelos sábios do que ser elogiado pelos insensatos. Elogios vazios são como gravetos atirados em uma fogueira.

Quarta pergunta: E para os funcionários que tem Chefes centralizadores e perversos?

Reposta: Muitas vezes os justos são tratados pela cartilha dos injustos, mas isso passa. Por mais poderoso que alguém pareça ser, essa pessoa ainda será incapaz de dominar a própria respiração.

Última pergunta: O que é exatamente sucesso?

Resposta: É o sono gostoso. Se a fartura do rico não o deixa dormir, ele estará acumulando ao mesmo tempo, sua riqueza e sua desgraça.
Belas e sábias respostas. Eu só queria me desculpar pelo fato de que não existe nenhum Reynold Remhn.
Eu o inventei.

Todas as respostas, embora extremamente atuais foram retiradas de um livro escrito há 2.300 anos: o ECLESIASTES, do Velho Testamento (Bíblia).
Mas, se eu digo isso logo no começo, muita gente, talvez, nem tivesse interesse em continuar ouvindo."
Max Gheringer para a CBN

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Manifesto à F.A. Maringá

Se já receberam esta mensagem por favor NÃO DESCONSIDEREM porque parece que é isso que os senhores estão fazendo!

Adquiri um colchão modelo Ohio que apresentou problemas de deformação, contatei a assistência técnica que prontamente efetuou a troca. O novo colchão, tendo a recomendação de ser virado periodicamente, apresentou outro problema: a costura lateral soltou-se por inteiro ao ser virado pelas alças existentes.
O Sr. Jimenez, representante dessa fábrica, disse-me que este problema não é coberto por garantia, pois, consta do "Certificado" esta ressalva.
Confiei na qualidade da Marca e decepcionei-me, pois, se existem alças, eu penso que são para serem utilizadas, do contrário deveria ser fabricado sem, talvez até seria prudente colocar uma etiqueta vermelha com um aviso: "Não use estas alças para virar o colchão".
Felizmente ainda existem pessoas que respeitam seus clientes, o dono da Comercial FAF de Rudge Ramos, SBC, loja onde comprei este colchão, prontificou-se a retirá-lo e consertá-lo sem custo para mim.
Comunico aos senhores que vou espalhar aos quatro cantos que as alças do colchão que os senhores fabricam não agüentam o peso do próprio colchão e também vou denunciá-los ao Procon.
Obrigado.


Resposta da empresa após a sexta mensagem de igual teor encaminhada (com a inclusão daquela primeira frase...)


Olá Sr Paulo,


Entendo suas razões e retifico que não desconsideramos mensagens de nossos consumidores, toda a informação é super importante para nós e são todas analisadas.
Quanto ao caso do Sr, no que tange as alças do colchão, chegou a ser assunto de uma reunião no Pró-Espuma INER (Instituto Nacional de Estudos do Repouso), entidade que reúne os melhores fabricantes de colchões do Brasil, associação da qual fazemos parte, uma vez que todos os fabricantes não incluem na garantia a alça, o próprio Sr Francisco, da FAF Colchões, poderá confirmar essa afirmativa.
Estaremos estudando alternativas para não ocorrerem mais situações como essa, e desde já agradecemos sua mensagem.

Luiz Castro
F.A. Maringá

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Mensagem à minha amada

Rosana,

Pensei em escrever uma poesia...
Mas enquanto escrevia...
Lendo aquelas palavras sem rima
Algo me dizia que eu devia...
Escrever sem preocupação
Aquilo que mandava o meu coração
Antes de conhecer-te eu não sabia...
O que era alegria, eu não vivia
Estava triste e só, sem uma guarida
Há nove anos você aconteceu em minha vida
Agora eu sei o que é ser feliz de verdade
E quando você está distante, minha querida
Meu coração vive me dizendo: estou morrendo de saudade...

segunda-feira, 18 de junho de 2007

99 anos da Imigração Japonesa

Hoje faz 99 anos que o navio "Kassato Maru" aportou em Santos trazendo os primeiros imigrantes da terra do sol nascente. Eles vieram para trabalhar na lavoura cafeeira no interior de São Paulo, muitos vieram com a intenção de ganhar dinheiro e voltar, exatamente como os atuais "dekasseguis" seus descendentes que hoje em dia estão fazendo o caminho inverso.




Seus filhos (nisseis) e netos (sansseis) formam a maior colônia japonesa do mundo. Com o passar das gerações, eu, sendo descendente de japoneses, espero que deixemos de ser uma "colônia japonesa" que meus filhos e netos sejam vistos como 100% brasileiros, pois, nós, descendentes, vivemos ainda uma pequena crise de identidade porque aqui no Brasil somos, para alguns, "japoneses" e quando vamos para o Japão nos chamam de "gaijim" (estrangeiro)...

quinta-feira, 14 de junho de 2007

Meu Velho Tênis

Meu tênis me acompanha desde a minha primeira corrida.
Desbravamos juntos vários percursos, corridas de rua e de aventura... retas, curvas, túneis, vales e montanhas.
Companheiros de muitas conquistas e alguns fracassos (isto acontece com todo mundo!), agora surrado, desgastado, posso dizer com orgulho: Está assim porque foi muito bem usado!

quarta-feira, 13 de junho de 2007

O que o esporte me ensina

Sou esportista amador, pratico, atualmente, a corrida de rua.
Ela me ensina algumas coisas que levo para o meu dia-a-dia, como por exemplo:
Perseverança - Na corrida aprende-se a não desistir com a primeira dor, com o primeiro obstáculo e continuar sempre em frente, no seu ritmo, até a linha de chegada.
Respeito e Humildade - Aprende-se a repeitar primeiro os seus limites e depois também os outros participantes, desde aquele que está bem abaixo do seu ritmo e que você ultrapassa sem deixar de incentivar e elogiar àqueles que mesmo sendo teoricamente "menos aptos" que você, ou seja, senhores de cabelos branquinhos, ou mesmo atletas com uma barriga um pouco mais saliente que a sua que te ultrapassam e vão embora...
Amizade e Solidariedade - Nos dias de corrida você encontra, cumprimenta, ou seja, interage com várias pessoas, sendo que, mesmo aquelas que nunca te viram na vida te recebem com um belo sorriso.

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Namorados

Começa com uma atração irrestível...
Depois vem a paixão inevitável.
Paixão que eleva seu par às raias da perfeição.
No início os amantes mostram o que têm de melhor, estão sempre dispostos, alegres, arrumados, cheirosos, prontos para a diversão.
Com o tempo e a convivência, o príncipe e a princesa viram pessoas comuns com virtudes e defeitos.
Aí então predominam a amor, a cumplicidade, as afinidades, pois os namorados vão se conhecer mesmo de verdade só depois de casados...

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Salvem o Planeta da destruição!

Esta é uma obra de ficção, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência...
Em meus devaneios sobre o tema viajei no tempo e no espaço... Agora estou em outro planeta, muito longe, fora do Sistema Solar. Por algum motivo sobrevivi à atmosfera local, aliás, ela causou em mim uma mutação... estou muito parecido com os habitantes locais... agora posso entender a língua deles também.
Não quero olhar para o espelho, não quero ver em que me transformei...
Vejam só! Aqui eles têm Zoológico também... animais de vários planetas... entrei agora no setor "Animais de Planetas Extintos" Meu Deus! "Planeta Terra" Há um casal de humanos exposto!


Em uma placa metálica leio a Ficha Técnica:




Espécie: Homo Sapiens
Habitat Natural: Planeta Terra
Tempo de vida: Em cativeiro em média 100 anos
Coloração: Varia do branco ao negro
Dieta: Carne e vegetais
Peso: Macho em média 80 kg e fêmea 60 kg
Gestação: Período de nove meses (indivíduos expostos – inférteis)


Espécie totalmente extinta em seu habitat natural, indivíduos expostos obtidos por meio de clonagem de embriões encontrados em Sonda Espacial denominada VOYAGER 100 recolhida em nossa atmosfera.

Causas da extinção da vida no Planeta Terra: Esgotamento dos recursos naturais, inundação causados pela poluição (emissão de gases pela indústria, queima de combustíveis fósseis, lançamento de esgoto sem tratamento nos rios, queimadas), degradação, desmatamento, acúmulo de lixo pela falta de vontade em reciclá-lo, e por fim, uma Grande Guerra na disputa por fontes escassas de água potável.

Figura postada de Linda Salzman Sagan http://pt.wikipedia.org/wiki/Homo_sapiens

sexta-feira, 1 de junho de 2007

quarta-feira, 30 de maio de 2007

Se eu morresse amanhã...

Este é o título de um post de uma amiga http://luzdeluma.blogspot.com que me fez refletir...

Há uma frase que circula pela internet que diz assim:"Viva todo dia como se fosse o último da sua vida! Um dia você acerta!"

Há alguma verdade nesta frase, feita inicialmente como piada, penso que devemos viver um dia de cada vez, ficar ansioso com o futuro ou angustiado com o passado, não nos leva a lugar nenhum.

Que País Maravilhoso! (What a Wonderful Country!) Ilações sobre um país do leste europeu

Eu vejo árvores, muitas árvores... uma floresta, vejo o respeito que o país tem pela floresta, então penso comigo... Que País Maravilhoso!
Eu vejo crianças estudando! elas não são mais reprovadas! o país tem uma educação modelo para o mundo!
Eu vejo negros na faculdade! agora eles são tratados com dignidade! é reconhecido seu potencial. Que maneira genial de acabar com a discriminação racial! então penso comigo... Que País Maravilhoso!
Os políticos corruptos agora são punidos! seja quem for! pertença ao partido que pertencer! Que punição exemplar! Aparecer na TV! e depois perder o mandato! perder o mandato? renunciar o mandato até a próxima eleição! Quer castigo maior?... só a morte seria pior que ter de renunciar ao mandato!
Eu vejo um Judiciário totalmente independente... eu vejo... então eu penso comigo... Que País Maravilhoso... Yes, I think to myself, what a wonderful country... Oh yeah...

terça-feira, 29 de maio de 2007

A Paixão e o Amor

A paixão é a chama dos amantes
O amor é a serenidade da maturidade
Na paixão nada é... como era antes...
No amor tudo é... igual à felicidade

A Esperança

A esperança é a saudade que tenho daqueles que ainda não conheço...
A esperança é o regozijo com que ainda não tenho...
A esperança é a confiança na palavra Divina...
A esperança é o fruto de um amor sem cobrança.

A rotina e o fumo

A rotina é foda
O fumo é fuga
Os fracos se fingem fortes...
Na cortina de fumaça