quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Rascunho

Esbocei um texto de próprio punho
Fiz um rascunho dos meus planos
Anos a fio perseguindo sonhos....
Somos tragados pela correria do dia-a-dia
Esquecemos de ouvir nosso silêncio interior
O que vale a pena?
Como alcançar o ponto de equilíbrio?
Nossa vida é um grande rascunho...
Às vezes precisamos arrumar tempo para passar tudo à limpo.

3 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

E, quando com tempo, passamos a limpo, tantas coisas ficam diferentes, tantas letras são abolidas, tantas rimas desfeitas...
Melhor seria se a vida pudesse ser o rascunho, livre, autêntico, impetuoso.
dias felizes, meu amigo
beijos

Ordisi Raluz disse...

Caro Paulo, há questão de instantes comentei em marcia(clarinha) {que também comenta aqui} essa metáfora dos rascunhos, provavelmente melhores do que a posterior versão impressa.
Mas sendo um texto de próprio punho, aí está todo o mérito, arte-final ou rascunho.

Abraços meritórios.

Márcia(clarinha) disse...

Dias lindos amigo,
beijos