quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Equilíbrio?

Tenho de trabalhar arduamente para alcançar meus objetivos
Tenho de dedicar-me à minha família
Tenho de preservar a minha saúde
Tenho de dar atenção aos meus amigos
Tenho de ler, tenho de escrever
Como é difícil estabelecer e administrar prioridades!
A busca incessante pelo equilíbrio pode causar desequilíbrio
Equilíbrio não é só um estado de espírito, demanda atitude também...
O tempo é tão curto... a vida é tão curta
A dúvida é companheira eterna das escolhas
E não adianta perguntar às pessoas... cada um tem de fazer as suas...
Privar-se agora para gozar depois? ou gozar agora pois ninguém sabe o dia de amanhã?
Ser ousado ou conservador? Não sei. Tenho muitas dúvidas, mas não deixo de fazer as minhas escolhas. Espero que você também faça as suas sem medo de errar, pois o erro quando admitido humildemente nos ensina muito e nos empurra pra frente.

5 comentários:

Fernanda disse...

Eu também tenho dúvidas, Paulo. Também tento estabelecer as minhas prioridades, mas sempre com a sensação que poderia fazer mais e melhor.

Bom fim de semana!
Bjos

http://oscastelosdeareia2.zip.net disse...

No fundo, tentamos buscar equilíbrio para não errar, não cair, mas se isso acontecer,podemos nos levantar e continuar...

UM BEIJÃO E UM ABRAÇÃO.....mhomana

Rackel disse...

De fato, aprender com o erro é o melhor q se pode fazer depois de admitir q errou!
=)

bjs

Márcia(clarinha) disse...

A questão não é o estado que nos sentimos, nem como administramos nossa vida, o problema é o questionamento incessante do que é certo ou errado, que caminho seguir, e se não for assim, e se não estiver certo, e se, e se, e se...
O ponto de equilíbrio é alcançado quando paramos de nos preocupar com o julgamento alheio e seguimos o que manda nossa razão e emoção, nossos valores do bem, nossa fé.O que nos ordena nosso Eu.

AFF! fiz uma confusão né amigo? Mas eu digo que; cada uma faça o melhor, mesmo errando, e viverá em paz.

lindo dia
beijos

Su disse...

nos ocupamos em fazer tanta coisa que nos esquecemos de viver...