terça-feira, 25 de setembro de 2012

Filho, eu decidi...



Filho, não é fácil ser pai... Há uma avalanche de emoções, medos e incertezas.
O amor que um pai tem por seu filho é inexplicável, você só terá noção disto quando for pai também.
Eu me preocupo muito com a sua educação, como poderei transmitir os meus valores a você. O caminho certo neste mundo em que vivemos é estreito e cheio de obstáculos enquanto os outros, estes são bem largos e atraentes. Tenho muito medo de não estar presente nos momentos em que você precisar de uma palavra amiga, de um abraço. Tenho mais medo ainda de partir sem que você me conheça de verdade.
Então decidi, e, o que eu mais quero é estar com você e com sua mãe, nossa família, mesmo que eu tenha de abrir mão de algumas coisas que, perto da nossa família, se tornam menos importantes.
Muitos pais pensam em trabalhar em dobro para conseguir garantir um futuro melhor para seus filhos, eu não sou diferente, eu também quero o melhor para você e o meu coração me diz que o melhor é a minha presença juntamente com sua mãe. Talvez eu não vá conseguir colocá-lo na melhor escola, nem te dar aquele melhor brinquedo, quem sabe não serei capaz de pagar aquelas viagens à Disney, mas olhando pra você brincando com o balde de plástico na cabeça, aquele que eu recortei fazendo os olhos e a boca do "robô" eu sinto que a felicidade está nas coisas simples. Eu sei que apesar de não estudar na melhor escola, você será bom naquilo que se propuser a fazer, vamos, sim, viajar, talvez para lugares mais próximos ou com menor frequência.
Não quero chegar do trabalho e encontrá-lo dormindo, sair de casa enquanto você dorme já é o bastante. Quero ter o tempo para brincar com você, te levar ao parque para caminhar, ver os peixes... Afinal de contas, como dizia Millôr Fernandes: "a vida é pequena, breve, e perto. Muito perto - é preciso estar atento."

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Qual é o sentido?

De que vale o conhecimento...
De que vale a cultura
De que vale a poesia, a música
De que valem as habilidades, os dons...
De que vale a existência
Se não compartilhas? Compartilhe com aqueles que lhe são queridos!